Centro de Aprendizagem

Resumo

A Enraizar tem um centro de aprendizagem comunitária que dá apoio às famílias com crianças em ensino doméstico. Podem participar crianças do 1.º e  2.ºciclo do ensino básico.

Os princípios de ação da Enraizar são a Sabedoria e a Felicidade através do desenvolvimento progressivo da autonomia, responsabilidade, criatividade, disciplina e cooperação.

A construção da aprendizagem assenta num contacto permanente com a Natureza segundo linhas pedagógicas que promovem as qualidades humanas que caraterizam cada um de nós.

 

Princípios Educativos

A enraizar tem três pilares que sustentam a sua prática – os valores, a multirreferencialidade teórica e o enquadramento legal.

Os Valores

  • Afetividade
  • Honestidade
  • Respeito
  • Responsabilidade
  • Solidariedade

A Multirreferencialidade Teórica

Existem um conjunto de referências que fundamentam o trabalho que desenvolvemos: Freinet, Montessori, Krishnamurti, Steiner, Vigotsky, Agostinho da Silva, Paulo Freire…

As nossas grandes inspirações são o Projecto Âncora e os projetos de “outdoor learnig”.

O Enquadramento Legal

O trabalho desenvolvido na Enraizar está de acordo com os objetivos do Ensino Básico definidos na Lei de Bases do Sistema Educativo português e respetivas Metas de Aprendizagem.

 O percurso educativo articulará e valorizará oito dimensões fundamentais:

  • Linguística
  • Lógico-matemática
  • Naturalista
  • Identitária
  • Artística
  • Cinestésico-corporal
  • Intrapessoal
  • Interpessoal

A Enraizar dá ênfase especial ao desenvolvimento dos seguintes aspetos:

  • Iniciativa pessoal
  • Criatividade
  • Espírito empreendedor
  • Empatia
  • Multilinguismo
  • Cooperação
  • Capacidade de comunicação

Queremos ajudar no desenvolvimento de cidadãos capazes de abordar com êxito os desafios permanentes da nossa sociedade.

 

Princípios Pedagógicos

  • A comunidade é o lugar da aprendizagem

Porque a vida está dentro e fora das quatro paredes e acreditamos que “é preciso uma aldeia para educar uma criança”.

  • Vivência de experiências reais

Porque a apropriação de competências em contexto real é naturalmente mais significativa através de experiências interativas com o conhecimento – aprender fazendo.

  • A curiosidade como motor de aprendizagem

Porque as crianças têm uma vontade natural de descoberta do mundo que as rodeia. Esta é uma caraterística fundamental ao longo de toda a vida.

  • Brincadeira livre

Porque os momentos espontâneos são muito importantes no desenvolvimento de competências transversais.

  • Comunicação

Porque temos de comunicar para nos fazermos entender e partilhar o nosso conhecimento.

  • Multilinguismo

Porque na relação precoce com diferentes idiomas a integração linguística se faz com mais naturalidade. É através da imersão linguística que atingimos uma maior abertura cultural.

  • O conto

Porque é uma ferramenta que pertence a todos como objetivo cultural e é capaz de desenvolver a nossa imaginação e criatividade.

  • Grupos mistos

Porque a heterogeneidade incrementa o saber através de aprendizagens que  também se constroem entre pares.

  • Crianças/tutores = 10/1

Porque para fomentar a criação de um ambiente de confiança e de tutoria sustentável a orientação pedagógica tem de contar com um maior número de tutores com formação especializada e com a restante comunidade educativa.

 

As instalações

A Enraizar tem um vínculo especial com o espaço natural e com lugares de aprendizagem em contexto real.

O local de trabalho será selecionado de acordo com o projecto de aprendizagem em desenvolvimento. Poderemos trabalhar na sede da Enraizar, na horta, no mercado, na biblioteca municipal, na praia, no lar, na casa do “senhor Raul”…

A sede da Enraizar é um ponto de encontro. É um espaço agradável ao convívio comunitário e equipado com todas as ferramentas necessárias ao desenvolvimento das aprendizagens.

 

Os materiais

As ferramentas que utilizamos diariamente têm muita importância no processo de desenvolvimento das aprendizagens. Por isso privilegiamos o uso de materiais naturais, reciclados e reutilizáveis.

Os materiais serão utilizados numa perspectiva cooperativista conduzindo as crianças à necessidade de partilhar.

 

Desenvolvimento das Aprendizagens

O trabalho desenvolvido na Enraizar convida a criança a vivenciar os conhecimentos, as diversas formas de compreender e estar no mundo que a rodeia em apoio ao trabalho realizado pela família.

Entendemos que cada criança é um indivíduo único e que dever ser tratado como tal. O que nos importa é descobrir e encorajar  os interesses, as necessidades, as aptidões e as potencialidades de cada uma delas.

A Enraizar acontecerá em lugares de convívio com os outros, onde se aprende  numa constante troca de experiências, de ideias, de gostos e de sonhos. A nossa meta é o desenvolvimento da autonomia nas crianças e também nos adultos.

 

Ferramentas

Temos treze ferramentas que auxiliam a nossa prática e possibilitam o exercício da reflexão, da autonomia e do trabalho coletivo.
 
  • Jornal de Parede
É uma tabela na qual as crianças podem listar o que acham bem ou mal e propor alterações na organização pedagógica ou o desenvolvimento de atividades. Estas notícias são levadas para discussão na assembleia semanal .
  • Assembleia semanal
É um exercício de cidadania que proporciona e garante a participação democrática das crianças na tomada de decisões que dizem respeito à organização e funcionamento do trabalho que se vai desenvolvendo. Tenta-se que as decisões sejam tomadas por consenso.
  • Grupos heterogéneos 
Quando alguma criança sente dificuldade em aprender algum assunto específico, ela pede ajuda a outra criança ou a um tutor. Outra criança, que sente possuir um conhecimento de um assunto pode preparar uma aula para as crianças interessadas. O tutor e a família vão sempre orientando esta prática numa perspectiva de desenvolvimento crescente de autonomia do grupo de crianças.
  • Comissão de ajuda

Este grupo de crianças é eleito em Assembleia e tem como missão ajudar na resolução de conflitos e acompanhamento das responsabilidades.

  • Lista de metas curriculares

Consiste numa lista completa das metas de aprendizagem definidas legalmente. Encontra-se reunida no portefólio de cada criança, com os itens simplificados ao nível de compreensão das crianças.(Grupo de Desenvolvimento)

  • Fórum e trabalho de projeto
São momentos semanais dedicados ao desenvolvimento de projetos individuais ou de grupo que incidem sobre sonhos, problemas ou tem as que as crianças queiram trabalhar e partilhar com a comunidade.
  • Pedir a palavra
Sempre que alguém, dentro de um espaço de trabalho, pretende falar ou intervir num debate ou assembleia, levanta o braço como forma de pedir a palavra.
  • Portefólio – projeto de aprendizagem e avaliação

É o caminho de aprendizagem a desenvolvido pela criança. Composto pela lista das metas, avaliação de atitudes e competências, reflexões periódicas, planos quinzenais e trabalhos realizados. É o espaço onde cada criança, sob orientação da família e do seu tutor, projeta e avalia o seu percurso de aprendizagem.

  • Roteiro de Aprendizagem

As crianças desenvolvem as aprendizagens de uma forma progressiva nodesenvolvimento da sua autonomia e de acordo com o grupo em que estão inseridas. No Grupo de Desenvolvimento a criança escolhe o que estudar num determinado espaço de tempo e monta o seu roteiro com a orientação da família e do tutor. Avalia diariamente as suas atitudes e o desenvolvimento do seu trabalho

  •  Família
A família é um elo fundamental na relação com o grupo e no desenvolvimento das aprendizagens. A Enraizar conta diariamente com a participação das famílias, tendo em conta a sua disponibilidade. A família define as suas intenções educativas numa carta que serve para potenciar o enquadramento das características individuais familiares com o trabalho desenvolvido no Centro.
  • Tutor
Pessoa responsável por orientar a criança, avaliar o desenvolvimento da autonomia, acompanhar as suas atitudes, aprendizagem, relações familiares e sociais, numa relação estreita com a família.
  • Trabalho de campo
Visitas regulares aos locais onde as crianças podem aprender interagindo com o meio, vivenciando experiências e recolhendo dados num contacto privilegiado com os elementos naturais.
  •  Responsabilidades
As crianças organizam-se em grupos mistos para estruturarem os diferentes espaços do centro de acordo com as suas necessidades, existe no entanto uma diretriz de regras que todos devemos cumprir.

Horário

captura-de-tela-2016-10-04-as-12-41-51

 

A Nossa Equipa

A nossa equipa é composta por pessoas com experiência e qualificação nas áreas da educação (1º e 2º ciclo), outdoor learning, educação artística, artes circenses e permacultura.

Para mais informações contactar a Enraizar para agendar uma reunião.

Documentos importantes

Projeto educativo do Centro de Aprendizagem

Princípios Orientadores do Centro de Aprendizagem